Seguro bagagem: entenda o que é e como funciona

Seguro bagagem: entenda o que é e como funciona

Para viajar tranquilo, previna-se dos problemas que você pode ter com a sua bagagem, como perda, roubo e extravio.

Ter tranquilidade durante uma viagem é o desejo de muitas pessoas. O seguro bagagem garante essa tranquilidade durante todo o trajeto do voo.

Viagens aéreas exigem atenção em vários pontos. A compra das passagens, chegada no horário correto no aeroporto, check-in e verificação do portão de embarque são apenas alguns exemplos.

Uma das principais preocupações dos passageiros em suas viagens é com a bagagem. A incerteza de que a bagagem despachada chegará ao destino junto com o passageiro pode fazer com que ele não aproveite o voo da melhor forma possível.

O seguro bagagem está crescendo com o passar dos anos, mas ainda gera muitas dúvidas sobre seus termos, valores e condições. Este artigo foi escrito especialmente para auxiliar quem possui dúvidas sobre o assunto.

O que é um seguro bagagem

O seguro bagagem, como o próprio nome diz, é um seguro contratado especificamente para a proteção contra casos de extravio, roubo, furto simples ou destruição da bagagem. Por meio dele, o viajante tem a garantia de que não ficará na mão caso algum imprevisto aconteça com suas coisas.

Embora o valor da indenização oferecida pelo seguro de bagagem varie de acordo com a modalidade de seguro contratada pelo viajante, a indenização oferecida até mesmo nos planos mais básicos é suficiente para que o passageiro consiga cobrir os gastos com produtos de primeira necessidade, como roupas e produtos de higiene pessoal, por exemplo. 

Por que contratar um seguro bagagem?

O seguro para bagagem é fundamental para todo viajante que quer ter a tranquilidade em seu voo com qualquer problema relacionado a seus pertences.

Os imprevistos em viagens são mais comuns do que deveriam, por isso, ter a garantia de uma indenização caso algo aconteça com sua bagagem é um serviço que vale o dinheiro investido.

Como funciona o seguro bagagem?

O seguro bagagem é altamente recomendado para todas as pessoas que queiram ter uma garantia de reembolso em casos de problemas com a bagagem.

Essa segurança extra nos voos pode significar uma viagem bem mais tranquila, visto que a preocupação com o extravio da bagagem diminui consideravelmente.

Por valores acessíveis, o seguro bagagem é recomendado para todos os viajantes, principalmente para os passageiros de voos internacionais.

A recomendação para a contratação do seguro bagagem em voos internacionais é feita por se tratar de um trajeto desconhecido na maioria dos casos.

Desta forma, as empresas aéreas internacionais podem ter uma logística diferente da brasileira, o que pode gerar atrasos, ou até mesmo extravios de bagagem. E, por se tratar de um país diferente, esse problema se torna ainda maior.

Imagine que uma família esteja viajando de férias para a Europa. Ao chegar lá, nota-se que houve um problema com a bagagem e ela está atrasada ou foi extraviada.

Se não tiver contratado um seguro, essa família perderá uma parte considerável das férias para comprar algumas roupas e produtos de primeira necessidade. Isso sem falar no gasto extra que não estava planejado no início da viagem.

Esse gasto extra pode comprometer a viagem inteira, impedindo a família de visitar lugares, fazer passeios e aproveitar suas férias.

Ao contratar um seguro bagagem, o custo já estará incluído no orçamento da viagem. Dessa forma, ele não irá comprometer o cronograma das férias.

Em caso de problemas com a bagagem, a família estará amparada pelo seguro e terá seu contratempo resolvido de uma forma mais rápida, não precisando ter um gasto extra.

O seguro viagem inclui seguro para a bagagem?

Sim! O seguro bagagem já está incluído quando o seguro viagem é contratado.

Os seguros viagem são muito utilizados pelos viajantes. Nesta modalidade de seguro, a pessoa que está viajando tem uma série de áreas cobertas para o caso de imprevistos acontecerem.

O seguro viagem engloba toda a viagem, iniciando desde o momento do embarque no aeroporto de origem, estendendo-se durante toda a viagem e encerrando-se somente após o desembarque no aeroporto de origem.

Nessa categoria de seguro, o viajante possui assistência na viagem 24 horas por dia, todos os dias da semana e todo o atendimento é prestado em português, facilitando a comunicação do turista em uma situação de emergência.

Algumas situações que o seguro viagem cobre são:

  • Despesas médicas;
  • Gastos hospitalares;
  • Despesas odontológicas;
  • Garantia da viagem de volta;
  • Indenização em caso de invalidez permanente ou parcial em casos de acidentes;
  • Traslado do corpo em caso de morte durante a viagem;
  • Seguro bagagem completo;
  • Rastreamento e localização da bagagem;
  • Assistência jurídica.

Estas são apenas algumas das áreas contempladas pelo seguro viagem. Ele é altamente recomendado em todas as viagens, especialmente nas internacionais.

Uma dica é contratar este seguro e já incluir ele no preço total da viagem. Desta forma, o viajante fica tranquilo sobre diversos problemas que podem ocorrer e não precisará desembolsar nenhuma quantia em casos de emergência.

É importante lembrar que em alguns países o seguro viagem é obrigatório. Na Europa, a Alemanha, Áustria, França e Portugal firmaram um acordo que estipula que todo viajante precisa ter um seguro com cobertura médica de pelo menos 30 mil euros.

Esse valor de seguro é solicitado para cobrir qualquer custo médico ou assistência em caso de acidentes ou até morte.

Como contratar o seguro bagagem?

A contratação de um seguro para bagagem funciona de forma semelhante à de qualquer outro tipo de seguro. 

É preciso que se faça muita pesquisa antes de fechar um contrato. Nessa pesquisa é importante verificar a reputação da seguradora, os comentários dos viajantes que a contrataram, as situações cobertas pelo seguro e o valor.

Após a verificação de todos estes pontos, a seguradora pedirá algumas informações como:

  • O tipo de viagem: aérea, terrestre ou marítima;
  • Origem e destino da viagem;
  • Motivo da viagem: negócios, lazer, intercâmbio;
  • Quantidade de pessoas para incluídas no seguro.

Com essas informações, a seguradora irá oferecer os planos disponíveis para o perfil apresentado.

Concordando com o plano e efetuando o pagamento, o responsável pela contratação irá receber a apólice do seguro, documento essencial para comprovar a validade do seguro.

Esse documento deverá ser impresso e levado junto na viagem para ser apresentado no momento do embarque e desembarque juntamente com a documentação padrão.

Além de seguradoras normais, o viajante também pode contar com o seguro bagagem oferecido por operadoras de cartão.

As operadoras Visa e Mastercard possuem planos especiais para seus clientes. O seguro bagagem está incluído no pacote do seguro viagem nas duas operadoras.

Na Visa por exemplo, o valor de indenização caso as bagagens sejam extraviadas chega até 1,5 mil dólares, o que permite que o viajante tenha recursos para comprar o básico.

O ideal caso o viajante opte pelos seguros das operadoras de crédito, é consultar diretamente com a empresa, pois há diferenças nas áreas cobertas por seguro conforme a categoria do cartão do cliente.

O que fazer quando a bagagem é extraviada?

O extravio de bagagens infelizmente ainda é muito comum. Seja em voos nacionais ou em voos internacionais, as empresas podem cometer erros e simplesmente perder a bagagem de alguns passageiros.

Isso pode ser explicado pelo alto fluxo de pessoas dentro de um aeroporto por dia. O despacho das bagagens pode não ser no mesmo avião do dono da mala e isso pode gerar atrasos e até perdas de bagagens.

Caso a bagagem tenha sido extraviada, o primeiro passo a se fazer é abrir um processo de reclamação contra a companhia aérea no balcão da própria companhia ou no escritório da ANAC presentes nos aeroportos.

Cabe lembrar que essa reclamação deve ser feita no prazo máximo de 15 dias após o desembarque. Se este prazo não for respeitado, o passageiro perde o direito à reclamação.

O processo para a reclamação se inicia com o preenchimento de um documento conhecido como RIB (Registro de Irregularidade de Bagagem) no Brasil ou o PIR (Property Irregularity Report).

Juntamente com o RIB, o passageiro deverá apresentar o comprovante de despacho da bagagem. Esse comprovante é entregue ao viajante no momento do check-in, então é importante que ele seja mantido em local seguro até o final da viagem.

O extravio, no entanto, só é confirmado após um determinado período. Para voos nacionais, a bagagem só é considerada oficialmente extraviada se não for encontrada após 30 dias. Para voos internacionais, esse prazo é um pouco menor, atualmente de 21 dias.

Mas mesmo antes deste prazo, caso a bagagem não chegue juntamente com o passageiro ao seu destino, há deveres que as companhias aéreas devem cumprir a fim de proteger os direitos do passageiro.

A empresa aérea deverá pagar uma indenização ao passageiro para que itens de primeira necessidade sejam comprados. Os valores são definidos pelo tipo de voo.

Caso a companhia aérea se recuse a prestar a assistência, é altamente recomendado ao viajante guardar todos os recibos referentes a compras que foram realizadas devido ao extravio da bagagem.

Isso porque é possível entrar com um pedido de indenização contra a companhia aérea por conta do extravio da bagagem, e os recibos são a prova dos valores gastos.

Como acionar o seguro bagagem?

Para acionar o seguro bagagem é essencial que se tenha em mãos a apólice do seguro, pois é neste documento que estarão todas as informações necessárias.

É importante também que se tenha feito todo o processo de reclamação junto a empresa aérea e no escritório da ANAC. Quanto mais documentos comprovando que a bagagem foi extraviada, mais facilmente a seguradora pode comprovar e liberar a indenização.

O valor da indenização varia conforme o seguro contratado. Eles variam de R$1 mil a R$6 mil.

As administradoras de cartões de crédito possuem suas próprias regras quanto ao seguro bagagem. Para não correr riscos, o recomendado é que o viajante entre em contato previamente e tire suas dúvidas sobre a cobertura do seguro.

Mesmo após o acionamento do seguro e reembolso, é possível que o passageiro entre na justiça brasileira solicitando uma indenização por conta da bagagem perdida.

Para isso, no entanto, é preciso que ele reúna diversos documentos comprobatórios de despesas geradas pelo extravio, bem como todos os reembolsos que possam ter sido oferecidos pela companhia aérea.

Dicas que podem ajudar no extravio da bagagem

Existem algumas medidas que podem ser tomadas por todo viajante para tentar evitar o extravio ou facilitar a identificação da bagagem nos aeroportos. Abaixo, vamos listar algumas que podem auxiliar neste processo.

Declare o valor da bagagem

É possível declarar o valor estimado da bagagem antes do embarque. Desta forma, se a bagagem for extraviada, a companhia é obrigada a reembolsar o valor declarado.

No entanto, a declaração de valor de bagagem é um serviço pago e cada companhia aérea possui seu próprio preço. Se o viajante se interessar em declarar, é preciso consultar a companhia aérea com antecedência.

Guarde os comprovantes de compras feitas durante a viagem

Guardar os comprovantes de compras feitas durante a viagem é uma ótima forma de comprovar os valores dos pertences que estão na bagagem em caso de extravio.

Outra dica que se encaixa neste tópico é fotografar todo o conteúdo da mala para facilitar o processo de reembolso.

Objetos de valor devem ser levados na bagagem de mão

Talvez uma das dicas mais importantes quando se trata de extravio de bagagem, levar objetos de valor na bagagem de mão pode evitar muitos prejuízos.

Desta forma, o passageiro tem a certeza de que seu objeto de valor está sendo despachado no mesmo voo e não corre o risco de ser extraviado.

São considerados objetos de valor: equipamentos eletrônicos, cartões de crédito, dinheiro em espécie e joias. Cuidado apenas para não levar objetos proibidos em bagagem de mão, como recipientes líquidos muito volumosos, objetos pontiagudos, etc.

Identifique sua bagagem

Uma outra forma de tentar evitar o extravio da bagagem é identificando as malas. Colocar etiquetas na parte externa das malas pode agilizar o processo do despacho, caso a bagagem esteja perdida.

Já dentro da mala, é interessante também colocar uma etiqueta com informações pessoais.

Outra dica em relação à identificação da bagagem é remover todas as identificações de voos anteriores da mala, pois isso pode dificultar no momento do despacho entre os aeroportos, causando confusão.

Continue acompanhando nosso blog para mais informações sobre os processos e serviços disponíveis quando o assunto é transporte aéreo.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Veja também!

Bagagem extraviada ou atrasada? 5 passos para resolver o problema

Seguro viagem: entenda o que é, para que serve e como contratar

Compartilhar

Compartilhar pelo WhatsApp Compartilhar pelo Facebook mail_outline
Seu voo atrasou ou foi cancelado alguma vez nos últimos 5 anos? Você pode ter direito a compensação. Verificar grátis
Coronavírus (COVID-19): Clique aqui para ver orientações close