Bagagem extraviada: saiba o que fazer e conheça os seus direitos

Bagagem extraviada: saiba o que fazer e conheça os seus direitos

Um dos problemas mais comuns com voos é ter a bagagem extraviada. Se isso aconteceu com você, veja o que fazer e saiba quais são os seus direitos!

Banner 728x90 Banner 300x100

Ter a bagagem extraviada é uma das situações mais desagradáveis pelas quais os passageiros podem passar. Chegar ao aeroporto depois de um longo voo e não encontrar a sua mala despachada é última coisa que você quer, não é mesmo?

Infelizmente, esse é um problema que pode acontecer por vários motivos, mas que tem solução. Na pior das hipóteses, se a sua bagagem realmente não for encontrada, a companhia aérea ainda tem que cumprir algumas obrigações para te compensar pelo ocorrido.

Veja agora o que fazer se isso acontecer com você e entenda quais são os seus direitos nessa situação.

Por quais motivos uma bagagem é extraviada?

Há várias coisas que podem acontecer para que uma bagagem seja extraviada. Saiba abaixo quais são os principais motivos.

Conexões de voo

Em uma conexão, os passageiros precisam sair do avião do primeiro voo para fazer um novo embarque no voo seguinte. Além deles, pode acontecer de as malas também terem que ser retiradas da primeira aeronave e serem despachadas para a segunda.

O que acontece nesse caso é que, se o intervalo de tempo entre as conexões for muito pequeno, uma das bagagens pode acabar ficando pra trás. Para que a transferência das malas não atrase a partida do voo, os funcionários do aeroporto podem trabalhar num ritmo mais acelerado, podendo esquecer uma ou mais malas.

O mesmo problema pode acontecer quando a sua conexão é entre companhias aéreas diferentes. Na existência de falhas de comunicação entre as duas empresas, o extravio de bagagem pode ser uma consequência.

Malas sem identificação

Em viagens, principalmente de avião, é importante que as malas estejam bem identificadas. Os colaboradores precisam ter facilidade para identificar as malas que precisam ser deixadas em cada aeroporto. Caso contrário, elas podem ser extraviadas.

Falha humana

As bagagens, quando despachadas, ficam sob a responsabilidade de colaboradores do aeroporto. Sendo assim, todo o processo de separação das malas é manual. Erros humanos podem acontecer nesta separação, resultando no problema de extravio de bagagem.

Furto de bagagem

Outra razão para o extravio de bagagem é o furto das malas. Isso pode acontecer tanto na área externa, quanto na esteira dentro ao aeroporto, onde circulam mais pessoas.

Engano de passageiro

Assim como a sua bagagem pode ser furtada, ela também pode ser levada por engano por outro passageiro, principalmente se ela não estiver bem identificada. Existem malas muito semelhantes no mercado. Se não houver uma identificação que diferencie a sua mala das demais, ela pode facilmente ser pega por engano.

Como evitar o extravio de bagagem?

Embora o extravio de bagagem não seja culpa direta do passageiro, existem algumas coisas que podem ser feitas para evitar este tipo de problema.

A primeira dica é identificar a sua mala. Principalmente considerando que as malas encontradas no mercado são parecidas, procure diferenciar a sua bagagem das demais. Neste caso, você pode usar lenços, adesivos, etiquetas, chaveiros e outras coisas.

O importante é que a sua mala fique diferente das outras e seja facilmente identificada, tanto por você como pelos funcionários do aeroporto.

Além disso, verifique se a etiqueta da mala está correta e bem colocada. Caso sua mala tenha etiquetas antigas de voos anteriores, retire-as, para que não haja confusão. Confira também se a nova etiqueta está com os seus dados e os dados do voo corretos.

Outra dica é não levar objetos de valor na bagagem despachada. Isso não evita que a sua mala seja extraviada, porém, evita que você perca os seus objetos valiosos. Se tiver que levá-los na viagem, prefira levá-los na bagagem de mão, que ficará o tempo todo com você.

Aproveite para levar na bagagem de mão uma muda de roupa e produtos de higiene. Assim, se infelizmente a sua bagagem for extraviada, você não estará totalmente despreparado.

Considere também usar cadeados nas bagagens, fazendo com que só você consiga abri-las. Fique atento, pois, para alguns destinos, você deve utilizar um modelo que seja aprovado. Para os Estados Unidos, por exemplo, é preciso usar um modelo aprovado pela Transportation Security Administration.

Ao despachar a sua mala, verifique com um atendente da companhia aérea onde você deverá pegá-la ao final do voo. Faça isso principalmente se o seu voo for com conexão, pois pode ser que você tenha que fazer um novo despacho, a depender do seu destino.

Evite fazer o check-in em cima da hora. Quanto mais cedo você chegar ao aeroporto e despachar as suas bagagens, mais tempo a companhia aérea tem para organizá-las.

Por fim, você pode fazer um seguro de bagagem ou colocar nela um GPS. A primeira opção te garante uma indenização caso realmente ocorra o extravio de bagagem. Já na segunda, você consegue acompanhar o trajeto percorrido pela mala despachada por meio de aplicativos de celular, SMS ou e-mail.

Quais são os direitos do passageiro que teve uma bagagem extraviada?

Se você teve uma bagagem extraviada, um dos seus direitos é pedir uma ajuda financeira à companhia aérea para comprar alguns itens de primeira necessidade enquanto sua mala não é encontrada.

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) permite que cada companhia defina um valor para pagar de auxílio em situações como esta. Por isso, o valor que você receberá vai depender da empresa com a qual você voou.

Você pode comprar roupas, itens de higiene pessoal, entre outras coisas das quais você precise. Porém, é importante que você guarde todos os recibos de compras, para ter como ser reembolsado por tudo.

Mas cuidado: se você comprar algo que não seja necessário, como um artigo de luxo que seja dispensável, você não terá o reembolso, uma vez que o auxílio financeiro oferecido cobre apenas os itens de primeiras necessidades.

Vale saber que esse pagamento só existe quando o passageiro tem sua mala extraviada no aeroporto de destino, ou seja, fora de seu local de residência. Caso o extravio da bagagem tenha se dado no aeroporto de volta da viagem, no local de residência do passageiro, não há o ressarcimento das despesas durante a espera pela mala.

É obrigação de cada companhia aérea devolver as bagagens de seus clientes até 7 dias depois do desembarque no caso de voos nacionais, e em até 21 dias no caso de voos internacionais. Caso as malas sejam encontradas, elas devem ser entregues no endereço informado, sem que você tenha que ir até o aeroporto para retirá-las.

Já se elas não forem encontradas neste prazo, além da ajuda financeira, deverá ser paga também uma compensação em dinheiro.

Assim como o auxílio financeiro, a indenização pode ter um valor diferente de acordo com cada companhia.

O que fazer em caso de extravio de bagagem?

A primeira coisa a se fazer quando se tem uma bagagem extraviada é se dirigir até o balcão de atendimento da companhia aérea e explicar o seu caso. Por mais desagradável que seja essa situação, procure manter a calma, pois, assim, você tem mais chances de ter um bom atendimento.

Você deverá preencher um documento chamado Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB). É por meio dele que o seu problema fica registrado e poderá ser solucionado.

Se você teve que sair do aeroporto antes de emitir esse documento, entre em contato com a empresa responsável pelo voo e saiba o que fazer para emiti-lo. Você tem até 15 dias a partir do desembarque para fazer isso.

Depois, dependendo do aeroporto onde você estiver, você pode ir até o escritório da ANAC para fazer uma reclamação.

Não pule essa etapa! Se você estiver em um aeroporto que não tem um escritório físico da ANAC, faça a reclamação por telefone, pelo número 163, mas não deixe de registrar o ocorrido à Agência.

Além disso, se você tiver dificuldades para conseguir o RIB, ou se, depois que conseguiu recuperar a sua mala, você perceber que nela estão faltando itens, você pode registrar um Boletim de Ocorrência (B.O.). Neste caso, declare os pertences ausentes e os seus respectivos valores estimados.

Quando você for falar com a companhia aérea, solicite também uma ajuda financeira para comprar os itens de primeira necessidade enquanto a sua mala não é encontrada. Se a empresa for te reembolsar os valores gastos com essas despesas, lembre-se de guardar todos os comprovantes.

Minha bagagem foi extraviada, posso receber uma indenização?

No caso de extravio de bagagens, os passageiros têm direito a buscar, além da ajuda financeira, uma compensação. Em geral, as companhias aéreas devem devolver as bagagens em até 7 dias a partir do desembarque no caso de voos nacionais. Já no caso de voos internacionais, o prazo máximo é de 21 dias.

Se passado este prazo e as bagagens não forem restituídas, o passageiro poderá ter direito a receber uma indenização da empresa.

De qualquer modo, a Voe Tranquilo pode avaliar o seu caso para ver se você tem direito ou não a uma indenização. Clique aqui para fazer uma avaliação gratuita!

Como fazer com que meus direitos sejam respeitados em caso de extravio de bagagem?

Para ter seus direitos respeitados nesta situação, é fundamental que você guarde todos os documentos relativos ao seu voo. Reserve a sua passagem, o cartão de embarque, os comprovantes de compras e, principalmente, o comprovante do despacho da bagagem.

Guarde também os comprovantes de compras realizadas durante a espera pela mala. Só assim você será reembolsado, mesmo que a sua bagagem seja encontrada em até 7 dias a partir do desembarque.

Vale lembrar que o reembolso só existe quando o passageiro está em um local que não é o de sua residência, e quando as despesas são relativas às necessidades, e não a itens dispensáveis.

Tenha um cuidado especial também com o Registro de Irregularidade de Bagagem que você preencheu, pois ele pode ser solicitado.

Qual o prazo para buscar uma compensação quando há extravio de bagagem?

Depende do tipo do seu voo. Para voos domésticos, que são realizados dentro do Brasil, o prazo máximo é de 5 anos para solicitar uma indenização por extravio de bagagem, seja um voo direto, com escala ou conexão.

para voos internacionais, o prazo é menor: você tem até 2 anos para buscar uma compensação.

Sua bagagem foi extraviada? Descubra se você pode receber uma indenização!

A Voe Tranquilo é uma empresa especializada em ajudar o consumidor que teve problemas de bagagem extraviada, deixando-o ciente sobre todos os seus direitos diante de situações como esta.

Se você teve sua bagagem extraviada, clique aqui e saiba gratuitamente se o seu caso dá direito ou não a uma compensação. Em caso afirmativo, você só precisa enviar os documentos necessários por meio do nosso site e aguardar o nosso contato. Também entraremos em contato com a companhia aérea responsável para buscar um acordo administrativo.

Você poderá fazer todo o acompanhamento do caso de forma online pelo nosso site, e-mail ou WhatsApp. Quando a empresa aérea oferecer alguma proposta de acordo, você será notificado e poderá aceitá-la ou recusá-la.

A avaliação do seu caso é gratuita. Você só pagará algum valor se, de fato, receber alguma indenização da companhia aérea. Neste caso, a taxa do serviço é de 30% sobre o valor recebido. Não cobramos nenhum valor antecipadamente.

Ainda tem alguma dúvida sobre como podemos te ajudar? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 96060-4053 (clique aqui para abrir a conversa), ou envie um e-mail para [email protected]

Veja também!

Taxa de embarque: tudo o que você precisa saber

Voo atrasado: conheça seus direitos e saiba como agir

Importante!

Esse texto tem caráter informativo e busca orientar consumidores sobre seus direitos. Somente um advogado é capaz de oferecer atendimento jurídico.

Caso seja necessária alguma retificação desse conteúdo, por favor, entre em contato pelo e-mail [email protected]

Compartilhar

Compartilhar pelo WhatsApp Compartilhar pelo Facebook mail_outline
Coronavírus (COVID-19): Clique aqui para ver orientações close