Perda de conexão: saiba o que fazer e conheça os seus direitos

Perda de conexão: saiba o que fazer e conheça os seus direitos

Um dos direitos de quem sofre uma perda de conexão é ter o reembolso total da passagem paga. Saiba quais são os outros direitos de quem passa por isso!

Banner 728x90 Banner 300x100

Entre os problemas mais comuns com voos, a perda de conexão é uma das principais consequências de um voo atrasado.

A conexão se dá quando o voo do viajante faz uma pausa em algum ponto do trajeto entre os aeroportos de origem e de destino. Nesta pausa, os passageiros devem desembarcar da aeronave e embarcar em outro avião.

Quando o primeiro voo atrasa, as chances de perder a conexão aumentam. Por mais que o seu segundo voo tenha um tempo para esperar você chegar, caso o atraso seja muito grande, o avião pode acabar decolando sem você. O que fazer neste caso?

Veja agora quais são os seus direitos caso você tenha perdido um voo de conexão e saiba o que fazer para resolver a situação.

Quais são os motivos da perda de conexão?

Embora o principal motivo de uma conexão perdida seja o atraso de voo, ela também pode ser causada por outros fatores. Veja quais são.

Atraso ou cancelamento de voo

Quando o primeiro voo de uma conexão atrasa, a probabilidade da perda de conexão é grande, principalmente se for um longo atraso.

Normalmente, o segundo voo deve aguardar os passageiros que vêm de um outro voo por até 1 hora. Isso acontece quando aquela conexão é a única que os passageiros podem tomar para seguir viagem.

Quando o atraso é maior do que o tempo entre os voos e ainda supera o tempo de espera, a conexão é perdida e o passageiro não embarca no voo que deveria.

O mesmo acontece quando há o cancelamento de voo. Se o primeiro voo da conexão for cancelado, mesmo que a companhia aérea reacomode o passageiro em outro voo, pode não haver tempo suficiente para pegar a conexão.

Manutenções não programadas

Apesar dos aviões passarem por manutenções regulares que garantem a integridade e segurança do voo, podem existir reparos necessários e que não estavam programados. Neste caso, dependendo do tipo de reparo, o voo pode ser atrasado ou até cancelado, aumentando as chances de ter uma conexão perdida.

Mau tempo

Fatores climáticos podem ser um impedimento tanto para o primeiro voo quanto para os voos seguintes. Eventos como nevascas, tempestades e muita neblina podem afetar os voos, fazendo com que eles se atrasem ou seja cancelados. Outros exemplos são tornados e furacões.

Excesso de tráfego aéreo

Em períodos de alta temporada, como no final de ano, é comum que os aeroportos fiquem mais cheios do que o normal, o que aumenta também o fluxo de voos. Este aumento de passageiros e de aviões no aeroporto e no céu, se não for bem organizado, pode gerar o atraso dos voos, causando a perda de conexão.

Problemas com a tripulação

Os aviões só podem decolar quando todos os colaboradores envolvidos no voo estiverem a bordo. Se um desses funcionários se atrasar ou não for substituído a tempo, tanto o primeiro voo quanto o voo seguinte podem ser afetados, tendo sua decolagem atrasada ou cancelada.

Como evitar a perda de conexão?

Embora nem todos os problemas que fazem com que a conexão seja perdida dependam diretamente do passageiro, há algumas coisas que podem ser feitas para evitar este tipo de situação.

Fique sempre atento aos painéis espalhados pelo aeroporto. Eles contêm dados importantes sobre o seu voo e informam ocasiões como atraso e cancelamento de voo. Dando a eles atenção especial, você fica atualizado sobre a possibilidade de perder a conexão ou não.

Fazendo isso, você ainda sabe qual será o seu portão de embarque e não corre o risco de chegar atrasado para o voo.

Dependendo da conexão que você irá pegar, o seu voo seguinte pode não ser no aeroporto onde você fez o primeiro desembarque. Sendo assim, você terá que ir até o outro aeroporto para o novo embarque.

Neste caso, é importante que você, o quanto antes, saiba qual a distância entre os aeroportos e quanto tempo você terá para fazer a conexão. Sabendo disso, organize-se para conseguir fazer tudo a tempo e com calma.

Outra dica é comprar as passagens para os voos da mesma companhia aérea. Dessa forma, se infelizmente houver a perda de conexão, fica mais fácil de resolver o problema, já que você terá que procurar apenas uma empresa.

Ao comprar as suas passagens, é importante que você veja onde será a conexão. Em alguns países, mesmo que você vá desembarcar apenas para pegar um novo voo, é necessário apresentar o visto exigido. Portanto, além de saber o local da conexão, saiba também quais os documentos exigidos para entrar no país em questão.

Além disso, confira com a companhia aérea com a qual você vai voar qual será o procedimento na conexão: se você terá que fazer um novo check-in e despacho das malas, ou se as malas serão transferidas pelos funcionários da companhia.

Por fim, a melhor maneira de evitar a perda de conexão é optar por voos diretos. Porém, se isso não for possível, organize-se e siga as nossas dicas para não ter problemas!

Quais os direitos do passageiro que perdeu uma conexão?

Se você teve uma conexão perdida, é dever da companhia aérea te apresentar soluções para que você escolha a melhor pra você. É possível escolher entre as alternativas abaixo:

  1. Reembolso integral: nesta opção, você tem a devolução total do valor investido na passagem e ainda retorna ao aeroporto de origem sem nenhum custo adicional.
  2. Reembolso do trecho não utilizado: neste caso, o reembolso é relativo somente ao trecho que não foi percorrido, enquanto o passageiro permanece no aeroporto onde desembarcou do voo anterior.
  3. Embarque no próximo voo: aqui, você pode pegar o próximo voo para o mesmo destino, mesmo que seja de uma companhia aérea diferente. Vale saber que, para que isso seja possível, o avião deve ter assentos disponíveis.
  4. Conclusão da viagem por outro meio de transporte: nesta alternativa, você pode, em vez de pegar outro voo, concluir a sua viagem de ônibus, táxi ou van. Porém, depende da situação. Se o seu próximo voo era para outro continente, por exemplo, essa opção não é válida.
  5. Remarcação do voo: você ainda pode optar por alterar a data e horário do voo sem custos adicionais.

Vale saber que, dependendo da sua escolha, você pode ou não receber a assistência material da cia aérea de acordo com o tempo de espera.

Nas opções 1, 3 e 4, por exemplo, a assistência deve ser mantida. Já nas alternativas 2 e 5, a assistência pode ser suspensa.

Além disso, a companhia aérea se responsabiliza pelo reembolso, reacomodação e assistências materiais apenas se a culpa da perda da conexão não for do passageiro. Caso o viajante não se organize e acabe perdendo a conexão por atraso próprio, a empresa aérea não se responsabilizará.

Como funciona a assistência material?

Se o seu voo de conexão tiver mais de uma hora de atraso, você deve ter acesso gratuito a meios de comunicação, como internet e ligações.

Caso o atraso ultrapasse duas horas, a cia aérea deverá te oferecer alimentação. Ela pode tanto fornecer lanches e bebidas, como disponibilizar vouchers para consumo no aeroporto.

se o atraso superar 4 horas, você tem direito a hospedagem e transporte de ida e volta, isto é, irá para o local de acomodação e voltará para o aeroporto sem nenhum custo. Se você estiver em seu local de residência, não terá direito à hospedagem, mas apenas ao transporte de ida e volta.

O que fazer em caso de perda de conexão?

É essencial que você saiba quais são os seus direitos em caso de perda de conexão. Assim, você evita aceitar a primeira proposta de solução da companhia aérea, uma vez que ela será mais vantajosa para a própria empresa e não para você.

Constatando que a conexão foi realmente perdida, dirija-se ao balcão de atendimento da companhia aérea para receber as orientações devidas.

Lembre-se: você pode ser reembolsado parcial ou integralmente, continuar a viagem em outro voo para o mesmo destino ou em outro meio de transporte, ou remarcar o voo da conexão para outro dia e horário, conforme a sua disponibilidade.

Se a empresa aérea não cumprir a lei, fazendo com que você seja ainda mais prejudicado, você pode abrir uma reclamação junto à ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) ou ao Procon do seu estado.

É possível encontrar um escritório da ANAC nos aeroportos mais movimentados do país. Assim, você registra a sua reclamação pessoalmente e antes mesmo de sair do aeroporto.

Já se você optar pelo Procon, registre a queixa pela internet, telefone ou presencialmente em um dos postos credenciados. Você pode encontrar os números de telefone e endereços no site da instituição.

Perdi a minha conexão, posso receber uma indenização?

Sempre que um voo tem um atraso maior que 4 horas, independente de ser um voo direto, com escala ou com conexão, os passageiros têm direito a pedir uma compensação pelo ocorrido.

Apesar disso, não é possível saber exatamente qual será o valor que será recebido. Normalmente, esse valor depende da situação de cada passageiro.

De qualquer forma, a Voe Tranquilo pode avaliar gratuitamente o seu caso e ver se você tem ou não direito a uma indenização. Clique aqui para fazer a sua avaliação!

Como fazer com que meus direitos sejam respeitados em caso de perda de conexão?

Além de saber quais são os seus direitos, é importante que você faça algumas coisas para que eles sejam respeitados.

Guarde todos os documentos referentes ao voo. Não apenas a passagem aérea, mas também o cartão de embarque do primeiro voo, o comprovante de compra da passagem, os comprovantes de consumo dentro ao aeroporto (se houver), entre outros documentos relacionados.

Vale a pena, ainda, registrar todo o atendimento recebido da companhia aérea responsável pelo voo. Caso você tenha falado pessoalmente com um atendente, procure gravar a conversa – pode ser por áudio ou vídeo. Já se o seu contato foi por telefone, anote o protocolo e todas as informações passadas. Nos dois casos, anote também o nome de quem te atendeu.

Por fim, tire uma foto do painel do aeroporto, onde estão as informações importantes sobre o seu voo de conexão.

Qual o prazo para buscar uma compensação se eu perder a minha conexão?

Depende do tipo do seu voo. Para voos domésticos, que são realizados dentro do Brasil, o prazo máximo é de 5 anos para solicitar uma indenização por perda de conexão.

para voos internacionais, o prazo é menor: você tem até 2 anos para buscar uma compensação.

Perdeu sua conexão? Descubra se você pode receber uma indenização!

A Voe Tranquilo é uma empresa especializada em auxiliar os passageiros que tiveram problemas com voos, inclusive o de perda de conexão.

Se você teve uma conexão perdida, clique aqui e saiba gratuitamente se o seu caso dá direito ou não a uma compensação. Em caso afirmativo, basta enviar os documentos necessários por meio do nosso site e aguardar o nosso contato. Também entraremos em contato com a companhia aérea responsável para buscar um acordo administrativo.

Todo o acompanhamento pode ser feito online, de forma prática, por meio do nosso site, e-mail ou WhatsApp. Quando a empresa aérea oferecer alguma proposta de acordo, você será notificado e poderá aceitá-la ou recusá-la.

A avaliação do seu caso é gratuita. Você só pagará algum valor se receber, de fato, alguma indenização da companhia aérea. Neste caso, a taxa do serviço é de 30% sobre o valor recebido. Não cobramos nenhum valor antecipadamente.

Ainda tem alguma dúvida sobre como podemos te ajudar? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 96060-4053 (clique aqui para abrir a conversa), ou envie um e-mail para [email protected]

Veja também!

Bagagem extraviada: saiba o que fazer e conheça os seus direitos

Taxa de embarque: tudo o que você precisa saber

Importante!

Esse texto tem caráter informativo e busca orientar consumidores sobre seus direitos. Somente um advogado é capaz de oferecer atendimento jurídico.

Caso seja necessária alguma retificação desse conteúdo, por favor, entre em contato pelo e-mail [email protected]

Compartilhar

Compartilhar pelo WhatsApp Compartilhar pelo Facebook mail_outline
Coronavírus (COVID-19): Clique aqui para ver orientações close